Rebecca Hendrickson, MS

Rebecca Hendrickson, MS

Editor Acadêmico (Mestrado em Engenharia Civil/Estrutural)

Colaboradores da série sobre bem-estar:
Mary Anderson, Melissa Schumacher, Molly Amador, e Sheila Vieira

Categorias Populares

Escrevendo um artigo

Toques finais

Escolhendo uma revista

Revisão por pares e publicação

Processo de pesquisa

Etica de publicação

Página inicial | COVID-19

Seguindo em frente quando o mundo parece estar parado

Resumo

Dado os desafios sem precedentes associados ao surto do COVID-19, o Mês de Conscientização da Saúde Mental é uma boa ocasião para abordar as questões subjacentes e os estigmas sociais que a maioria dos pesquisadores e estudantes de pós-graduação estão enfrentando atualmente. A AJE oferece 7 dicas práticas de como gerenciar alguns dos medos enfrentados por pesquisadores, e sugere estratégias para incentivar o bem-estar mental.

Mulher Escrevendo no Laptop

Atualmente, devido ao surto do COVID-19, grande parte do mundo está como se estivesse parado ou funcionando em um ritmo mais lento do que o normal. Historicamente, o ambiente competitivo e exigente da academia e da pesquisa tem produzido em pesquisadores e estudantes de pós-graduação, sentimentos relacionados à depressão, ansiedade e síndrome do impostor, os quais agora estão potencializados pelo confinamento.

Investigadores principais e professores em início de carreira enfrentam preocupações adicionais em relação à conquista de cargos e outros marcos definidores da carreira. À medida que as preocupações associadas à falta de progresso na carreira e na pesquisa aumentam, todas essas emoções se ampliam devido ao confinamento.

Para lidar com sentimentos relacionados ao medo de ficar para trás, é importante lembrar que todos estamos enfrentando uma situação semelhante. Durante esse período, é imprescindível ter em mente metas de longo prazo, e celebrar tanto marcos grandes quanto pequenos.

Embora as oportunidades de pesquisa e estudo possam parecer diferentes daquelas planejadas originalmente, tente se concentrar em tarefas produtivas que possam ser concluídas nas circunstâncias atuais. A seguir estão 7 dicas práticas da equipe da AJE para ajudá-lo a seguir em frente, e aliviar a ansiedade causada pela incerteza com relação ao futuro:

  1. Comece fazendo uma lista de atividades de pesquisa que ainda precisam ser concluídas, e determine quem será responsável por cada uma delas.

  2. Organize reuniões remotas regulares para manter seu grupo de pesquisa motivado e engajado. Esta é uma grande oportunidade para se concentrar em tarefas que estavam sendo adiadas.

  3. Planeje e priorize tarefas de forma que todos saibam sempre o que fazer a seguir.

  4. Tente encontrar tempo para abordar itens atrasados. Se você não tiver tempo para concluir essas atividades agora, é muito improvável que você consiga priorizá-las e completá-las assim que as atividades normais de pesquisa sejam retomadas.

  5. Trabalhe em aspectos de sua pesquisa ou desenvolvimento acadêmico que sejam viáveis, tais como análise de dados e revisão de literatura.

  6. Encontre programas alternativos de aprendizagem online para substituir aquilo que não está disponível no momento.

  7. Busque atividades, como conferências, que estão programadas para acontecerem no final do ano, e envie resumos.

Tomar medidas concretas de avanço e celebrar seu progresso podem reduzir parte da ansiedade causada pela incerteza com relação ao futuro.

Publicado em 05/11/2020

Tags COVID-19 Recursos para Autores Acontecimentos Atuais

Artigos recentes

Sobre o autor Becca Hendrickson